Associação Brasileira de Horticultura | Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



CENTRO DE CIÊNCIA RURAIS
Autor: Osmar Santos
As técnicas de "Cultivos Sem Solo" sempre foram utilizadas em pesquisas, especialmente na nutrição mineral de plantas. Há poucos anos elas passaram a serem usadas para produção comercial.

A não utilização do solo reduz, significativamente, a ocorrência de doenças e pragas, uma vez que o solo é a principal fonte de contaminação e hospedeiros. Com isso, no "Cultivo Sem Solo" elimina-se a utilização de defensivos agrícolas ou reduz-se muito seu uso, constituido-se em tecnologia limpa, cujo produto final tem maior valor de comercialização no mercado consumidor.

Entre essas técnicas, destaca-se a Hidroponia, cujo crescimento tem sido muito acelerado no Brasil, especialmente com a difusão dos plásicos e dos cultivos em estufas.

Trata-se de um novo campo de ação do Engenheiro Agrônomo, que deve estar devidamente preparado para assumi-lo como agente disseminador dessa nova tecnologia ou como produtor.


Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.