Associação Brasileira de Horticultura | Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



UTILIZAÇÃO DO CONDICIONAMENTO OSMÓTICO DE SEMENTES DE MELANCIA PARA GERMINAÇÃO EM BAIXA TEMPERATURA
Autor: Warley M. Nascimento; Sônia A.V. Paiva; Antônio W. Moita. Embrapa Hortaliças, C. Postal 218, 70359-970, Brasília – DF
Tipo: Trabalho
RESUMO
Baixas temperaturas por ocasião do plantio podem atrasar ou inibir a germinação das sementes de melancia. O condicionamento osmótico de sementes tem sido utilizado com o objetivo de acelerar a germinação e uniformizar a emergência das plântulas em campo, especialmente em condições adversas. Sementes de melancia ‘Crimson Sweet’ foram osmoticamente condicionadas em soluções aeradas de KNO3 (0,35 M) ou polietileno glicol -PEG (30%) por períodos variando de 1 a 4 dias, sob temperaturas de 15 e 20C. As sementes foram colocadas para germinar a 15 e 25C. Baixas temperaturas diminuíram a velocidade e a percentagem de germinação das sementes. Sementes osmoticamente condicionadas além de germinarem mais rápido, apresentaram uma maior porcentagem de germinação do que aquelas não tratadas, principalmente em condições de baixas temperaturas. Sementes condicionadas em soluções de KNO3 proporcionaram uma melhor performance do que aquelas condicionadas com PEG. Não houve efeito da temperatura do condicionamento osmótico e, períodos mais prolongados do tratamento em KNO3 favoreceram a germinação das sementes a baixa temperatura.

Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.