Associação Brasileira de Horticultura | Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



DETECÇÃO DE DOENÇAS NA CULTURA DO PIMENTÃO NO SUBMÉDIO DO VALE SÃO FRANCISCO - 1998 A 2000
Autor: Mirtes F. Lima; Nivaldo D. Costa. Embrapa Semi-Árido, Cx. Postal 23 CEP 56300-970, Petrolina-PE
Tipo: Trabalho
RESUMO
A detecção de doenças em 172 amostras de pimentão, provenientes de áreas do Submédio do Vale do São Francisco, foi realizada no Laboratório de Fitopatologia da Embrapa Semi-Árido, Petrolina, PE, no período de 1998 a 2000. Em 162 (94,2%) amostras foram detectados fungos, bactérias e vírus e em 7 (4,07%) amostras foram verificados danos causados por insetos, deficiência nutricional e danos causados por herbicidas. Em 3 (1,7%) amostras, as causas dos sintomas não foram identificadas. Infecções causadas por bactérias e por fungos foram detectadas em 32 (18,6%) e 27 (15,7%) amostras, respectivamente. Cinco gênero de fungos - Leveillula 9 (15,2%), Cercospora 7 (11,8%), Colletotrichum 6 (10,2%), Rhizoctonia 4 (6,8%) e Sclerotium 1 (1,7%) - e três de bactéria - Xanthomonas 26 (44,1%), Erwinia 3 (5,1%) e Ralstonia 3 (5,1%) - foram identificados nas amostras analisadas. A espécie de tospovirus Groundnut ringspot virus foi detectada em 103 amostras.

Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.