Associação Brasileira de Horticultura | Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS E PRODUTIVAS DE CULTIVARES DE ALHO (ALLIUM SATIVUM L.) DO GRUPO SEMI-NOBRE.
Autor: José H. Mota1; Rovilson J. de Souza1; Jony E. Yuri2; Geraldo M. de Resende2; Silvio A. C. de Freitas3; Juarez C. Rodrigues3 1UFLA - Dep. de Agricultura, C. Postal 37, Lavras, MG;2Embrapa Semi-Árido, C. Postal 23, 56300-970 Petrolina-PE; 3REFRICON - Rod. Regis Bittencourt s/n km 294, 06850-000 Itapecerica da Serra - SP.
Tipo: Trabalho
RESUMO
Com o objetivo de avaliar as características morfológicas e produtivas de cultivares de alhos do grupo semi-nobre, conduziu-se um ensaio no Setor de Olericultura da Universidade Federal de Lavras, Lavras-MG. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com seis cultivares (Gigante Roxo; Gigante Roxão, Amarante; Cateto Roxo, Gravatá e Gigante Curitibanos) e três repetições. Foram avaliados altura de plantas, largura de folhas, número de folhas verdes e ângulo de inserção de folhas, produção comercial de bulbos e peso médio de bulbos. A cultivar Gigante Roxo se destacou com maior altura de plantas e largura de folhas, tendo a cultivar Cateto Roxo apresentado maior ângulo de inserção das folhas e a cultivar Amarante o maior número de folhas. A maior produtividade comercial foi da cultivar Amarante (10,8 t/ha) que não diferiu das cultivares Gigante Roxo, Cateto Roxo, Gravatá e Gigante Curitibanos, com produtividades variando de 8,9 a 9,6 t/ha.

   Veja o resumo expandido

Download do arquivo olfg4157c.pdf
   Download


Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.