Associação Brasileira de Horticultura | Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



EXTRATOS AQUOSOS DE PFAFFIA GLOMERATA SPRENG E SEU EFEITO TÓXICO EM RATAS PRENHEZ.
Autor: Maria Rita S. de Toledo.2; Cintia C. A. Silva1; Daiane Antonello1; Kamila R. Pimenta1 Maria do Carmo Vieira3; Marisa B. M. Ramos4 ; Néstor A. Heredia Z.3; Silvana de P. Q. Scalon3; Bazzano T. da S.C.5. 1.MS Embriologia, UFMS-DEB, 2Acadêmicos de Biologia, UFMS; 3Professores UFMS, *Bolsistas de Produtividade Pesquisa CNPq. 4MS em Agronomia,UFMS-Campus de Dourados; 5.MS em Bioterismo e Parasitologia, UFMS-CCBS.
Tipo: Trabalho
Pfaffia glomerata Spreng é Amaranthaceae ereta e rizomatosa mais conhecida como ginseng brasileiro. prescrita popularmente como tônica, afrodisíaca, calmante, contra úlcera e antidiabética. a parte da planta mais utilizada é a raiz, não sendo indicada em casos de hipertensão, doenças agudas dos rins e gravidez o objetivo deste estudo foi avaliar se a contra indicação, do uso desta planta para gravidez, tem algum fundamento, utilizou-se para isso extrato aquoso a frio da raiz (a fresco) de fáfia em ratas prenhez (Rattus norvegicus da linhagem heterogênica Wistar), na concentração 10% e 20% (1ml.rata–1). foi administrado por gavagem (p.v.﷓1) do 5º ao 9º dia de prenhez, período esse compreendido entre a pré-implantação do blastocisto até a organogênese. Quatro ratas para cada teste e quatro testemunhas, que receberam água destilada e ração. no 19º dia de prenhez, as ratas foram submetidas à laparotomia e histerectomia, após inalação por éter, quando avaliou-se: peso corporal das mães, peso e tamanho do: fígado, útero, ovários de cada rata; peso, número e tamanho dos fetos, das placentas e número de corpos lúteos (para verificação da porcentagem de aborto ocorrido em cada animal.

   Veja o resumo expandido

Download do arquivo 44_718.pdf
   Download


Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.