Associação Brasileira de Horticultura | Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



PRODUÇÃO DE CULTIVARES DE MORANGO DE DIA NEUTRO EM FUNÇÃO DE ADUBAÇÕES COM NITROGÊNIO, DURANTE O VERÃO DE PONTA GROSSA - PR
Autor: Rosana Fernandes Otto; Rodrigo Kazmierski Morakami; Marie Yamamoto Reghin; Hugo Reis Vidal
Tipo: Trabalho
O morangueiro é uma das espécies agrícolas que tem aumentado a área de cultivo a cada ano, tanto no Paraná como em outros estados. Esse fato é motivado pela introdução periódica de novas cultivares, mais adaptadas às condições climáticas das diferentes regiões brasileiras. Um experimento realizado entre outubro/03 e maio/04, em Ponta Grossa - PR, teve como objetivo avaliar a produção de frutos e emissão de estolões de três cultivares de Dia Neutro (Aromas, Diamante e Seascape), submetidas a diferentes formulações de fertirrigação. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, com três repetições, com tratamentos distribuídos em parcelas subdivididas 4 x 3 (adubações x cultivares). As cultivares foram transplantadas em outubro de 2003, em estufa tipo arco com laterais abertas. O espaçamento entre plantas foi 0,30 x 0,30 m, com duas linhas de gotejamento/canteiro e com emissores espaçados em 0,30 m. Avaliou-se a produtividade, os números de frutos e de estolões por planta e o peso médio do fruto. A 'Seascape' foi a cultivar recomendada quando o mercado consumidor não exigir frutos maiores que 12 g de peso. Caso a exigência seja por frutos maiores, a cultivar Diamante deve ser preferida. Em relação à adubação, podem-se utilizar doses menores de nitrogênio comparada àquela que vem sendo recomendada para a produção de frutos durante o verão, pois as doses avaliadas não interferiram no número de estolões e de frutos emitidos pelas plantas.

   Veja o resumo expandido

Download do arquivo 45_0575.pdf
   Download


Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.