Associação Brasileira de Horticultura | Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



CARACTERIZAÇÃO AGRONÔMICA DE ACESSOS DE MAXIXE COLETADOS NO NORDESTE DO BRASIL
Autor: Maria da Cruz Chaves Lima Moura; Sylvia Letícia O.Silva; Moisés Rodrigues Martins; Gislane Lopes; Carlos Henrique Lopes Lima; Alba Albertina; Diogo Sardinha, Dalton Rodrigues Barros Brito
Tipo: Trabalho
Considerando a necessidade de valorizar e utilizar os acessos do maxixe coletados no Nordeste do Brasil, realizou-se este trabalho, o qual teve por objetivo selecionar plantas quanto às características fenotípicas dos frutos. Para isto, foram utilizados cinco descritores agronômicos do fruto (peso, número de frutos por planta, comprimento, diâmetro e comprimento do pedúnculo. As plantas foram cultivadas em condições de campo, na Universidade Estadual do Maranhão, utilizando o delineamento experimental em blocos ao acaso com três repetições. O desempenho do acesso foi avaliado pela análise univariada (teste Skott - knott) e o método Tocher como técnica de agrupamento. Houve formação de três grupos pelo método de agrupamento de Tocher. Por meio da análise univariada, foi constatada diferença significativa entre as médias dos acessos para todos os descritores analisados, comprovando a existência da variabilidade genética entre os acessos estudados, sendo importantes na integração de novas populações para o melhoramento do maxixe. Destacaram-se os acessos BAG-58, BAG-68 e BAG-73 pela produção e o acesso BAG-68 pela prolificidade que são caracteres agronômicos importantes.

   Veja o resumo expandido

Download do arquivo 45_0576.pdf
   Download


Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.