Associação Brasileira de Horticultura | Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



PÓ DE COCO TRATADO COM DIFERENTES NÍVEIS DE NITROGÊNIO PARA PRODUÇÃO DE MUDAS
Autor: João Aparecido S. A. de Medeiros; Priscila Alves Lima; Marcela Campanharo; Sebastião da Silva Júnior; Francisco dos Santos Xavier; José Valdemir Tenório da Costa; Fabiana Aparecida da Silva; José Júlio Vilar Rodrigues
Tipo: Trabalho
Foi realizado um trabalho em casa de vegetação da UFRPE para estudar o pó de coco com o objetivo de testar o pré-tratamento com fontes e doses de nitrogênio na produção de mudas, isto porque possui propriedades de retenção de umidade, resistência à degradação e uniformidade bastante importantes para este fim. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado com oito tratamentos no esquema fatorial 2 x 3 x 2 + 2, duas fontes de N (CaNO3 e 19-19-19+3), três níveis de N (25; 50 e 100%), duas culturas (Lycopersicon esculentum Mill. cv. Santa Adélia e milheto Pennisetum americanum L.) como plantas testes, e dois tratamentos adicionais (pó de coco não tratado e envelhecido) e quatro repetições. Os resultados demonstraram a necessidade do pré-tratamento químico do pó de coco para se obter um substrato que proporcione um desenvolvimento adequado de mudas.

   Veja o resumo expandido

Download do arquivo 45_0577.pdf
   Download


Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.