Associação Brasileira de Horticultura | Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



POTENCIAL FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE ALFACE SUBMETIDAS A DIFERENTES QUANTIDADES DE ÁGUA NO SUBSTRATO
Autor: Monalisa Alves Diniz da Silva; Edilma Pereira Gonçalves; José Magno Queiroz Luz; Vinícius Borges dos Santos
Tipo: Trabalho
Um dos fatores primordiais para dar início ao processo de germinação é a disponibilidade de água. Objetivou-se neste trabalho verificar a influência de diferentes quantidades de água no substrato papel mata-borrão sobre o potencial fisiológico de sementes de alface. Adotou-se o delineamento experimental inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 2x4, ou seja, dois sistemas de cultivo (convencional e orgânico) e quatro quantidades de água no substrato sem hidratação (1,5; 2,0; 2,5; e 3,0 vezes o peso do papel substrato). Para cada tratamento empregou-se quatro repetições de 50 sementes, as quais foram mantidas em germinador por sete dias à temperatura de 20oC, sem acrescentar água no substrato durante o referido período. Avaliaram-se as plântulas normais nos testes de primeira contagem e germinação, o número de plântulas anormais e o índice de velocidade de germinação. Observou-se que não houve efeito significativo da interação para os parâmetros estudados. Os resultados da primeira contagem, germinação e o índice de velocidade de germinação das sementes orgânicas foram significativamente superiores aos das sementes convencionais; o contrário foi verificado para o número de plântulas anormais. As sementes orgânicas apresentaram uma melhor performance em relação as convencionais.

   Veja o resumo expandido

Download do arquivo 46_0796.pdf
   Download


Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.