Associação Brasileira de Horticultura | Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



Categoria:
ABH INFORMA » Ata da Quadragégima-Quarta Assembléia Geral da Associação Brasileira de Horticultura

Aos vinte e nove dias do mês de julho do ano de dois mil e quatro, com início às dezessete horas, foi realizada, no Auditório Manoel Barros, do Centro de Convenções Rubens Gil de Carvalho, em Campo Grande, MS, a quadragésima-quarta Assembléia Geral Ordinária da Associação Brasileira de Horticultura (ABH), por ocasião do Quadragésimo-Quarto Congresso Brasileiro de Olericultura (44o CBO), de acordo com edital de convocação da Presidenta Rumy Goto. A mesa foi constituída por Rumy Goto - presidenta; Carlos Alberto Simões do Carmo - vice-presidente, Arlete Marchi Tavares de Melo, - primeira-secretária; Marcelo Agenor Pavan - primeiro-tesoureiro, Ingrid Bergman Inchausti de Barros - segunda-secretária e Osmar Alves Carrijo - segundo-tesoureiro. Estiveram em plenário 128 associados, cujos nomes e assinaturas constam do livro de registro desta ata. A pauta da assembléia constou dos seguintes itens: Parte I - EXPEDIENTE: 1) Aprovação da ata da 43a Assembléia Geral; 2) Palavra da Diretoria; Parte II - ORDEM DO DIA: 1) Prestação de Contas e Conselho Fiscal; 2) Sede fixa; 3) Local do próximo CBO; 4) Propostas dos Delegados, Câmaras Setoriais e Grupos de Trabalho; 5) Valor da anuidade; 6) Prêmio ABH; 7) Indicação de comissões para o Prêmio ABH 2005, Prêmio Marcilio Dias 2005 e Conselho Fiscal; Parte III - PALAVRA DO ASSOCIADO. Abrindo a assembléia geral, a presidenta da ABH saudou os presentes e deu início aos trabalhos com a Parte I - EXPEDIENTE. Colocou em discussão o ITEM 1 - Aprovação da ata da 43a Assembléia Geral. Não havendo manifestação, a ata foi APROVADA por unanimidade. Célio sugeriu que a ata seja disponibilizada na página da ABH e que seja enviada aos associados. A proposta foi aprovada por unanimidade. A seguir, passou-se para o ITEM 2 - Palavra da Diretoria, quando a presidenta prestou algumas informações e fez um relato das ações da diretoria durante o período compreendido entre o 43o e o 44o CBO's: (a) Conceito HB - Rumy informou que a HB mantém-se com conceito "A" na CAPES e agradeceu ao empenho da Comissão Editorial e a colaboração dos assessores ad hoc; (b) Participação em eventos - 11ª Edição da HORTITEC; APAS; HFF; 1ª Feira do Centro Oeste do Estado de São Paulo; Comissão de seleção do prêmio Mérito em Fitossanidade da ANDEF; Reunião durante a HORTITEC para discutir Campanha de aumento do consumo de hortaliças; reunião na Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Hortaliças (CS-H); 2º Congresso Brasileiro de Agribusiness; Encontro Nacional da Batata 12º Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata 8º Seminário de Batata Semente e 3º ABBA Batata Show; (c) Parcerias - Rumy informou sobre atividades conjuntas que a ABH vem realizando com a Associação Brasileira da Batata (ABBA), Associação Nacional de Produtores de Alho (ANAPA) e com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), para discutir a normatização para batata, alho e cebola; (d) ISHS - Rumy informou que a ABH consta como inadimplente por causa da Sociedade Brasileira de Floricultura, que não quitou a sua terça parte; (e) Prêmio ABH - Rumy renovou o pedido para que professores e alunos participem e concorram com seus trabalhos; (f) Patrocínios - Rumy agradeceu à Bayer pelo suporte financeiro que permitiu a presença das secretárias da ABH no 44º CBO; (g) Banco de dados - Rumy fez a apresentação de projeto de levantamento e criação de bancos de dados sobre produção de hortaliças. Justificou que há uma grande demanda de informações por empresas e produtores. Usou como exemplo dados de abóbora seca no período 2003/2004. Esclareceu que o projeto deverá ter um custo de execução, mas que a base de dados poderá ser disponibilizada aos interessados mediante pagamento. (h) Associados da ABH - Rumy atualizou a situação da ABH em número de associados em 2004: há 904 registros, sendo 715 pagantes, 55 isentos e 144 bibliotecas. Em 2004 houve 88 novas filiações. Na seqüência, passou-se para a Parte II - ORDEM DO DIA. O ITEM 1 - Prestação de Contas e Conselho Fiscal foi coordenado pelo tesoureiro Marcelo Agenor Pavan que, em seqüência, convocou os responsáveis pelas prestações de contas, a saber: (a) Prestação Preliminar de Contas do 44o CBO, feita por Felipe Augusto Dias, que apresentou os seguintes dados: RECEITA = 143.363,00, DESPESAS = 134.213,01 e SALDO de R$ 9.149,99; (b) Prestação de Contas do 43o CBO, feita por Dimas Menezes, o qual informou que houve 1003 inscritos e que foram selecionados 892 trabalhos, sendo 764 na forma de pôster e 128 para apresentação oral. Na prestação de contas informou RECEITA = R$ 244.313,54, DESPESA = R$ 196.581,37 e SALDO = R$ 47.732,17, o qual foi repassado a ABH. Marcelo agradeceu a comissão organizadora do 43º CBO pela responsabilidade e honestidade na condução das ações, bem como o expressivo repassado a Associação; (c) Prestação de Contas do Fórum de Ensino, feito por Francisco Joaci, que relatou RECEITA = R$ 12.041,49, DESPESA = R$ 11.944,98 e SALDO = R$ 96,51; (d) Prestação de Contas da Revista Horticultura Brasileira, feita por Sieglinde, referente ao período de 01/06/03 a 31/05/04, a saber: SALDO ANTERIOR = R$ 34.711,85; RECEITA = R$ 69.202,42; DESPESA = R$ 53.945,90; SALDO = R$ 49.968,37; (e) Prestação de Contas da ABH (ex-SOB), feita por Marcelo, a saber: SALDO ANTERIOR = R$ 70.448,24; RECEITA = R$ 196.449,47; DESPESA = R$ 154.323,50; SALDO em 31/05/2004 = R$ 112.554,21. Terminadas as prestações de contas Ademar Pereira de Oliveira leu os pareceres do Conselho Fiscal, que APROVOU por unanimidade todos os balanços apresentados, conforme consta da ata a seguir: "O Conselho Fiscal da SOB, reunido no dia 27 do mês de julho de dois mil e quatro, no auditório Tertuliano Amarilho, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande,MS, aprovou, por unanimidade, as prestações de contas da Sociedade de Olericultura do Brasil e da revista Horticultura Brasileira, referentes ao período de 31 de maio de 2003 a 31 de maio de 2004, bem como a do 1º Fórum Sobre o Ensino de Olericultura no Brasil, realizado durante o 43º CBO, em Recife, PE. Por uma questão de segurança dos gestores da revista Horticultura Brasileira, o Conselho Fiscal solicita-lhes o encaminhamento à SOB, no prazo de 60 dias a partir dessa data, cópias dos documentos relativos às receitas e despesas, e que esse procedimento seja realizado anualmente até o dia 31 de maio de cada ano. O Conselho Fiscal solicita ao presidente do 43º CBO, para arquivamento junto à SOB, de cópia do contrato de prestação de serviço da Comissão Organizadora do 43º CBO para a Fundação Apolonio Sales - FADURPE, e declaração do contador referente à contabilidade do congresso. Nada mais havendo a tratar, o presidente deu a sessão por encerrada. Ademar Pereira de Oliveira, Jairo Vidal Vieira, Arthur Bernardes Cecílio Filho, José Magno Queiroz Luz". Em seguida, passou-se para o ITEM 2 - Sede Fixa - os três locais mais votados pelos associados para ser a sede fixa da ABH foram defendidos por Edson, Rumy e Magno respectivamente para Brasília 70 votos e 1 nulo, Botucatu 67 votos e 1 nulo e Uberlândia 9 votos e 1 nulo. Renato Braga, delegado de São Paulo, passou a incumbência da defesa para Rumy Goto, uma vez que a mesma havia feito levantamento dos custos para manter a sede. As discussões foram conduzidas pelo vice-presidente Carlos Alberto Simões. Após longa e acalorada discussão entre os associados, o assunto foi colocado em votação, sendo apurado o seguinte resultado: Brasília 74 votos, Botucatu 49 votos e Uberlândia 1 voto. Com esse resultado, Brasília foi escolhida para ser a sede fixa da associação; ITEM 3 - Local do próximo CBO - Os dois Estados candidatos ao 45º CBO, Rio Grande do Sul e Ceará, tiveram suas defesas feitas, respectivamente, por Jandir Esteves e Fernando Aragão. Jandir iniciou sua apresentação mostrando um filme sobre Gramado, local escolhido para sediar o evento. Informou que foi escolhido o período de 30/07 a 05/08/05, no Hotel Serro Azul. Em seguida, Fernando também fez a apresentação de um filme sobre o Ceará e informou que o evento será no período de 07 a 12/08. Esclareceu que esse período foi escolhido por ser considerado de baixa temporada, com conseqüente diminuição dos custos. Quanto ao local, não será no Centro de Convenções por causa da longa distância, e que a escolha deverá ser decidida entre dois hotéis. Depois de defesas "apaixonadas" por associados de ambas as partes, o assunto foi colocado em votação e Fortaleza, CE foi escolhida por 84 votos, contra 31 para Gramado, RS; houve seis abstenções. ITEM 4 - Propostas e sugestões dos Delegados, Câmaras Setoriais e Grupos de Trabalho: (a) Câmara Setorial de Pesquisa - a reunião contou com 42 participantes e foi coordenada e secretariada por Fernando Antonio Souza de Aragão e Henoque Ribeiro da Silva. Foram tomadas as seguintes decisões: 1. Manter a proposta 1 do 43º CBO - "Que a ABH inclua, na sua homepage, todos os links que contenham informações sobre demandas regionais (Estados), teses defendidas e projetos de P&D, incluindo as fontes que os financiam, eventos, publicações, tecnologia, produtos e serviços sobre hortaliças e plantas medicinais, aromáticas e condimentares", complementada com o seguinte: que seja criado um grupo de discussão, por e-mail, administrado pelo Coordenador da CS PESQUISA; o cadastro será feito por meio do envio de e-mail para o coordenador Fernando Aragão - aragao@cnph.embrapa.br ou aragao@cnpat.embrapa.br. e com a seguinte sugestão: que os profissionais incluam nas páginas de internet de suas respectivas instituições, um link para o espaço de Fórum/Debates na página da ABH na internet. 2. Manter a proposta 2 do 43º CBO - "Que a ABH prepare um diagnóstico do estado da arte da Olericultura no Brasil, para subsidiar e influenciar os órgãos públicos na definição de políticas relativas ao agronegócio de hortaliças", complementada com o seguinte: que seja elaborado um formulário para auxiliar no diagnóstico das hortaliças no Brasil; os aspectos abordados serão estabelecidos via grupo de discussão citado no item 1; o coordenador do GS PESQUISA fará a compilação dos formulários e os repassará à diretoria da ABH. Para isso, foi feita sugestão de se utilizar a estrutura de delegados para realizar o diagnóstico. 3. Manter a proposta 3 do 43º CBO - "Que a ABH recomende aos associados incluir e divulga, sempre que possível, a logomarca da ABH em lâminas de transparência ou slides nos eventos em que participarem", complementada com o seguinte: desde que as respectivas instituições permitam. Não havendo permissão, que seja divulgado que é associado da ABH. Foi feita sugestão para que a Diretoria da ABH envie o logotipo ABH para todos os associados. 4. Alterar a proposta 4 do 43º CBO - "Que seja criado um banco de dados com todos os associados contendo a principal área de atuação, espécie com as quais trabalha, para que seja utilizada pelo consulente por meio de contato com a secretária da ABH." Essa sugestão recebeu a seguinte votação dos presentes à reunião: 21 (via secretaria da ABH); 12 (via meios de comunicação da ABH); 1 (via grupo de e-mail). 5. Retirar a proposta 5 do 43º CBO - "Que se inclua nos CBO's um painel sobre os desafios da Olericultura no Brasil", considerando que, naturalmente, essa proposta é atendida nos CBO's. Sugestão 6 - que sejam divulgadas as datas das reuniões da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Hortaliças (MAPA) com suas respectivas pautas, de modo que seja possível o envio de sugestões e, posteriormente, que seja feito o envio das atas. Sugestão 7 - Que seja criado um grupo, coordenado por Arlete Marchi Tavares de Melo, para discutir o formato dos CBO's. Sugestão 8 - Que a ABH divulgue, na homepage, as propostas (intenções) de Programas de Produção Integrada bem como os programas já em andamento. Para o próximo período, foram mantidos os atuais coordenadores, Fernando Aragão e Henoque Silva. Colocadas em votação, as propostas e sugestões foram APROVADAS pela maioria dos associados presentes à plenária. (b) Câmara Setorial de Extensão Rural - a reunião foi coordenada por Edson Ferreira do Nascimento e teve a participação de 11 técnicos. O primeiro ponto discutido foi a nomeação de um coordenador, caindo a escolha sobre Edson Ferreira do Nascimento, da EMATER do Distrito Federal e coordenador das reuniões setoriais durante os últimos três congressos. Após um breve relato das reuniões anteriores, em que o coordenador deu ciência das reivindicações estabelecidas, foram feitas as seguintes sugestões. Sugestão 1 - Que sejam renovadas as solicitações anteriores, ficando acordado que seria redigida uma minuta de carta a ser assinada pela Presidenta da ABH, e endereçada aos Diretores das EMATER's, reiterando os pedidos de comparecimento de técnicos da Extensão Rural pública aos Congressos Brasileiros de Olericultura. Ressaltou-se, na oportunidade, que duas cartas fossem enviadas aos mesmos endereçados, uma logo após o 44º CBO, solicitando que tais diretores colocassem no planejamento de suas empresas recursos para o envio de representantes ao 45º CBO; e outra carta, referindo-se à anterior e com o mesmo teor, seria enviada em maio de 2005, ratificando a solicitação e reivindicando a presença de extensionistas no Evento. Sugestão 2 - Que seja enviado documento ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), conclamando aquele Ministério para que, efetivamente, assuma a coordenação das atividades da Empresa de Assistência Técnica Rural (EMATER). Sugestão 3 - Que seja elaborado, a cargo da CS Extensão, um projeto técnico a ser enviado pela ABH para o MDA, pleiteando apoio financeiro para a participação de representantes das EMATER's públicas no próximo CBO. O colega João Carlos Athanazio, do Paraná, ficou responsável por rascunhar o projeto e discutir a redação final, via e-mail, com Jandir (RS), Edson (DF) e Nozomu (DF). Sugestão 4 - Que a Comissão Organizadora do 45º CBO disponibilize, em sua programação, espaço para discussão das EMATER's do país em relação à Olericultura. Antes do encerramento, ficou acordado que dois participantes do Grupo se reuniriam no dia seguinte para redação das minutas das cartas a serem entregues à Diretoria da ABH. Devido à ausência de membros da CS Extensão, as sugestões NÃO FORAM CONSIDERADAS pela plenária. Coordenador para o próximo período: Edson Ferreira do Nascimento. (d) Grupo de Trabalho de Plasticultura - o coordenador do GT, Nozomu Makishima, esclareceu que, por falha de comunicação, não foi possível reunir todos os interessados, mas somente quatro pesquisadores da Embrapa Hortaliças, e que por essa razão, para fins efetivos não foi considerada como reunião. Dessa forma, foram mantidas as propostas e sugestões de 2003, relatadas a seguir: Sugestão 1 - Que seja atualizada e reenviada a planilha elaborada em 2002 para levantamento, em todo o Brasil, do estado da arte do cultivo protegido de hortaliças. Sugestão 2 - Que seja feita uma busca entre os associados a quem possa ser solicitada o preenchimento da planilha. Sugestão 3 - Que o levantamento seja realizado até o final de 2003 para que os dados possam ser tabulados e apresentados no 2º Fórum Internacional de Cultivo Protegido a ser realizado em 2004. Sugestão 4 - Que seja realizado um trabalho junto aos associados para substituir a expressão "cultivo em estufa" para "cultivo em ambiente protegido", pois o termo atual é inadequado. Sugestão 5 - Que seja sugerida aos órgãos competentes de governo a criação de uma linha de crédito para o cultivo em ambiente protegido de hortaliças. Para próximo coordenador do GT de Plasticultura, foi mantido o nome de Nozomu Makishima. (d) Grupo de Trabalho de Agricultura Orgânica - a reunião teve a presença de 17 interessados e foi coordenada e relatada por Assis Marinho Carvalho, sendo que a ata foi redigida por Francisco Vilela Resende. A reunião foi iniciada pela leitura das atas das reuniões do 42º e 43º CBO's. Posteriormente, foram avaliadas as propostas apresentadas nessas reuniões e que serviram de ferramenta para o início dos trabalhos. O Grupo discutiu as seguintes sugestões: Sugestão 1 - Que seja instituído um grupo assessor de especialistas na área de agricultura orgânica ad hoc visando avaliar se os trabalhos a serem apresentados no próximo CBO se enquadram nos princípios da agricultura orgânica. Isto se justifica, em função de que, muitos trabalhos apresentados como da área de agricultura orgânica e não se enquadram nos princípios deste sistema de produção. Foi eleito como coordenador do grupo assessor, o Dr. Francisco Vilela Resende, que terá como função organizar o corpo de assessores que irá atuar junto a Comissão Organizadora do próximo CBO. Sugestão 2 - Que se seja feito, pelo GT, levantamento da situação da olericultura orgânica no Brasil. Serão acionados os representantes dos Colegiados Estaduais de A.O. via o MAPA. Profissionais, Instituições, projetos de pesquisas e etc serão alvos desta atividade. Sugestão 3 - Que o GT faça levantamento de sugestões de temas na área de olericultura orgânica para enviar à Comissão Organizadora do próximo CBO, como mesa-redonda, simpósios, palestras e seminários. Sugestão 4 - Que os trabalhos do próximo congresso sejam formatados por grupo temáticos visando facilitar a separação dos trabalhos desse tema, dos demais. Ex. Produção orgânica, fitotecnia, pós-colheita. Sugestão 5 - que sejam divulgados artigos, dissertações e teses sobre olericultura orgânica na página da ABH na Internet, cujo material será fornecido pelo GT. Sugestão 6 - Que sejam divulgadas as atas das reuniões do GT em Agricultura Orgânica de Hortaliças no site. Assis Marinho Carvalho, da Embrapa Hortaliças, foi eleito para coordenação dos trabalhos do GT em Produção Orgânica de hortaliças, para o período de julho de 2004 a julho de 2005. As sugestões do GT foram APROVADAS. (e) Grupo de Trabalho de Plantas Medicinais Aromáticas e Condimentares - a reunião foi coordenada e secretariada por Marianne, que relatou que a reunião foi breve e contou com 39 participantes. Foram apresentadas duas propostas e uma sugestão: Proposta 1 - Que a ABH disponibilize, à coordenação do GT, os e-mails dos associados que atuam com plantas medicinais. Proposta 2 - Que a ABH disponibilize, em sua homepage, boletins informativos para divulgação de eventos sobre Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares, material que será fornecido pelo GT. Sugestão 1 - Que nos próximos CBO's, os trabalhos em forma de pôsteres relacionados à área de Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares, sejam distribuídos ao longo de todas as sessões pertinentes e que não haja concentração de atividades num mesmo dia. Foram indicados e aprovados como Representantes Regionais - Região Norte: Francisco Célio Maia Chaves; Região Nordeste: Arie Fitzgerald Blank; Região Sul: José Abramo Machese; Região Centro Oeste: Maria do Carmo Vieira; Região Sudeste: Glória Cristina da Silva Lemos. Coordenador e secretária do GT Plantas Medicinais Aromáticas e Condimentares para o próximo período: Osmar Alves Lameira e Suzan Kelly Vilela Bertolucci, respectivamente. As propostas e sugestão foram APROVADAS. (f) Câmara Setorial de Ensino - devido à ausência, na assembléia geral, dos três membros da CS, que assinaram as sugestões, as SUGESTÕES NÃO FORAM CONSIDERADAS pela plenária. (g) Delegados - a reunião dos delegados foi presidida pelo vice-presidente da ABH Carlos Alberto Simões do Carmo e secretariada pela 2ª secretária, Ingrid Bergman Inchausti de Barros. Estiveram presentes 14 delegados, sendo que 5 delegados, presentes no evento, não compareceram e enviaram representantes. Estiveram presentes os seguintes delegados ou seus representantes: Dimas Menezes/PE, Edson F. Nascimento/DF, Renato de Souza Braga/SP, Márcio César Lopes/PR, Sérgio Antonio Lopes de Gusmão, Francisco Célio Maia Chaves, Manuel Gabino Churata-Masca, Valéria Gomes Momenté/TO, José Magno Queiroz Luz/MG, Tiyoko Nair Hojo Rebouças/BA, Rovilson José de Souza/MG, René de Paula Posso/SP, Fernando Antonio Souza de Aragão/CE. Também se fez presente na reunião, a Presidenta da ABH, Rumy Goto. Dada a palavra aos presentes, foi debatido como prioridade o assunto sobre o 'Levantamento do Estado da Arte das Hortaliças no Brasil'. Sugestão 1 - Que aqueles delegados, cujos Estados já têm os levantamentos e/ou dados estatísticos sobre o assunto, que encaminhem este material à Diretoria da ABH. Para aqueles Estados que necessitam realizar um diagnóstico sobre o assunto, os delegados deverão comunicar a ABH para que providencie, junto às empresas interessadas, uma orçamentação para a realização dos estudos pertinentes. Os delegados solicitaram que a Diretoria da ABH indique as pessoas responsáveis por esses encaminhamentos. A sugestão foi feita por Renato Braga e acatado pelos demais. APROVADA. Sugestão 2 - Que seja criado um endereço eletrônico para o 'Grupo Delegados', que servirá para tornar mais efetiva a informação e a comunicação entre a Diretoria da ABH e o conjunto dos Delegados. APROVADA. Continuando a reunião, os delegados foram unânimes em reclamar de diversas solicitações, as quais são importantes para a atuação dos mesmos em seus Estados e que não foram atendidas, lembrando que, pelo Artigo 16, letra A, do Regimento da ABH, cabe à Diretoria executar e fazer executar as decisões aprovadas em Assembléia Geral da Associação. Afirmaram que é imprescindível que a diretoria da ABH defina um plano de ações para os Delegados e que seja mais enfática nas cobranças dessas ações. É necessário atender às reivindicações antigas, tais como fornecimento de cartas de apresentação a Chefias Imediatas, Secretários de Agricultura e outras autoridades e instituições. Com o mesmo objetivo, fornecer cartões de apresentação. Propostas apresentadas pelos delegados: Proposta 1 - Que seja criado um link na página www.sobhortalica.com.br com a lista atualizada dos nomes dos delegados e seus endereços. APROVADA. Proposta 2 - Que a Comissões Organizadoras dos eventos patrocinados pela ABH providenciem crachá diferenciado para os delegados, que os identifique entre os demais colegas e participantes dos eventos, valorizando seu papel. APROVADA. Proposta 3 - Que a diretoria da ABH providencie placa com o indicativo de 'Delegacia da ABH' ou 'Representante Oficial da ABH', para que o delegado possa fixá-la em seu local de trabalho, promovendo a Associação e dando ciência de seu papel. A proposta NÃO FOI APROVADA. Proposta 4 - Que os envelopes de resposta sejam enviados já selados, como forma de garantir a máxima participação dos associados, já que o processo eleitoral será realizado via Correio. Colocada em votação, a proposta foi APROVADA, com 18 votos a favor, 9 contra e 1 abstenção. A seguir, passou-se ao ITEM 5 - Valor da anuidade - A plenária decidiu pela manutenção do valor de R$ 90,00 (noventa reais) para a anuidade de 2005. Em seguida, passou-se para o ITEM 6 - Prêmio ABH - Iniciando as discussões, Cyro Paulino da Costa lembrou que o prêmio ABH foi criado para ser outorgado para trabalhos na área de olericultura e que, no entanto, nos últimos dois anos foram agraciados autores de trabalho com plantas medicinais. Se esse tipo de acontecimento continuar, será necessário alterar o estatuto da ABH. O mesmo é válido para o prêmio Marcilio Dias. Continuando, Cyro criticou o pequeno número de membros que compõem a comissão do prêmio ABH e sugeriu que, ao invés de monografia, seja escolhido o melhor trabalho da HB para receber o prêmio. Wellington lembrou que o regimento interno poderá detalhar as normas. Marianne sugeriu que se escolha o melhor trabalho do CBO e quis saber quantos trabalhos foram inscritos. Rumy respondeu que foram inscritos nove trabalhos e aproveitou para esclarecer que houve uma falha por parte da diretoria, pois o ganhador do prêmio SOB 2004, não era associado da ABH. Diante dessa situação, Osmar Alves Carrijo propôs a reformulação do regimento interno. Após algumas discussões foi APROVADA uma comissão para reformular as normas do prêmio ABH, composta por: Cyro Paulino da Costa, Arthur Bernardes Cecílio Filho e Ingrid Bergman Inchausti de Barros. Na seqüência, Rumy colocou para votação se o prêmio ABH 2005, por enquanto, deveria ser suspenso ou não. Após votação foi decidida a manutenção da premiação. ITEM 7 - Indicação de comissões para o Prêmio ABH 2005, Prêmio Marcílio Dias 2005 e Conselho Fiscal - Membros indicados e aprovados para compor a Comissão de Avaliação do "Prêmio ABH": Dimas Menezes pela área de melhoramento, Glória Cristina da Silva Lemos, pela área de orgânicos e Sebastião Wilson Tivelli, pela área de fitotecnia. Para compor a Comissão de Avaliação do "Prêmio Marcilio Dias", como não houve candidato(s), foram mantidos os mesmos nomes da comissão anterior: Leonardo de Brito Giordano; Paulo Tarcísio Della Vecchia, José Viggiano, Manoel Abílio de Queiroz e representando a diretoria da ABH Arlete Marchi Tavares de Melo. Membros indicados e aprovados para compor o Conselho Fiscal: Ademar Pereira de Oliveira, Jairo Vidal Vieira, Valter Rodrigues Oliveira, José Magno Queiroz Luz e Osmar Alves Carrijo. Como membro suplente do conselho fiscal foi indicado e aprovado o nome de Sebastião Wilson Tivelli. Finalizada a Parte II, passou-se à Parte III - PALAVRA DO ASSOCIADO - Wellington sugeriu que a presidenta da ABH esteja presente em todas as reuniões da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Hortaliças e que associados da ABH possam participar das reuniões. Rumy justificou a ausência em algumas reuniões. Quanto a ter mais associados participando das reuniões, Rumy explicou que o número de membros componentes da câmara é limitado. Além disso, e mais importante, é que cada membro deve arcar com as despesas de participar de cada reunião. Em seguida, Carlos Alberto Simões sugeriu a obrigatoriedade de crachá aos participantes da plenária e que os autores atentem e atendam às normas para apresentação de seus trabalhos na forma de pôster. Por sua vez, Célio sugeriu que consultas de maior importância enviadas à ABH pelos associados, sejam encaminhadas a todos os membros da Diretoria. Na seqüência, Paulo Eduardo Melo pediu um voto de louvor ao associado Jairo Vieira, por ter sido agraciado com o Prêmio Conrado Wessel, em reconhecimento pelo seu trabalho com cenoura, especialmente pela contribuição à olericultura, dada com o desenvolvimento da cultivar Brasília. Em seguida, Jairo observou que os últimos CBO's têm contribuído com saldo financeiro positivo para a ABH e Marcelo respondeu que a boa situação financeira da ABH deve-se em grande parte ao esforço dos membros das respectivas comissões organizadoras. Aproveitando o mesmo assunto, Olita, presidente da comissão organizadora do 44CBO, sugeriu que o valor das inscrições seja revisto porque o atual não permite manter um bom nível do CBO e criticou a pouca participação das empresas de sementes de hortaliças na área de estandes. Ainda, sobre o CBO, Jacimar Luís de Souza sugeriu o pagamento parcelado da inscrição a partir de agosto do ano anterior. Pedindo a palavra, Edson Ferreira do Nascimento pediu um voto de louvor à Comissão Organizadora do 44CBO pelo empenho e garra com que realizaram o evento, a despeito de todas as dificuldades. Rumy corroborou o agradecimento da plenária, pois a comissão acatou a sugestão da Diretoria e aceitou o desafio. Joaquim solicitou o empenho da Diretoria junto às empresas para que participem do CBO independentemente do local em que seja realizado. Nada mais havendo a tratar, a assembléia foi encerrada as vinte e uma horas e dez minutos e eu, Arlete Marchi Tavares de Melo, lavrei a presente ata, que vai assinada por mim, pela presidenta e pelo tesoureiro .x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x. x.x.x.x.x.x.x.x.x.

Data de Publicação: 29/07/2005   Fonte: ABH

Indique para um amigo  Imprimir  Enviar comentário 

Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.