Associação Brasileira de Horticultura | Domingo, 21 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



Categoria:
ABH INFORMA » José Hortêncio Mota - Perfil do Delegado da ABH no Estado do Mato Grosso

  
  
Natural de Araguari, município com grande vocação agrícola na região do triângulo mineiro, sempre estudou em escola pública. Concluiu o curso primário e o segundo grau, atuais ensino básico e fundamental, na Escola Estadual Madre Maria Blandina - tradicional colégio Polivante de Araguari.

De família simples, porém muita unida, foi o primeiro dos cinco filhos a cursar uma universidade. Por influência dos familiares que exerciam atividades agrícolas na região, decidiu cursar Agronomia. Foi então que prestou vestibular e ingressou na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) em 1991.

Desde o primeiro ano do curso de Agronomia na UFU, procurou ser um aluno pró-ativo, participando de palestras, dias de campo, encontros técnicos, congressos e outras atividades relacionadas ao setor agronômico. Teve o privilégio de ser aluno do professor Warwick Estevam Kerr (geneticista reconhecido internacionalmente) e do falecido professor Fernando Antonio Reis Filgueira (reconhecido professor e pesquisador na área da olericultura brasileira).

Ainda na graduação teve a oportunidade de participar do Centro Acadêmico da Agronomia da UFU. Sob a coordenação do professor Filgueira participou do projeto de implantação de hortas familiares em Uberlândia, ocasião em que teve sua primeira publicação nos anais da 1a Semana de Ciências Agrárias da UFU. Foi nessa época que decidiu-se pela área de olericultura.

Ao concluir a graduação, trabalhou em uma empresa em Araguari prestando assistência técnica nas culturas de café, milho e soja. Mas seu interesse pela olericultura falou mais alto e decidiu iniciar sua pós-graduação na área. Foi então que se inscreveu e foi selecionado para cursar o mestrado em Agronomia/Fitotecnia na Universidade Federal de Lavras (UFLA). Sob a orientação do professor Rovilson José de Souza, desenvolveu a dissertação "Efeito do cloreto de potássio via fertirrigação na produção de alface americana em cultivo protegido" obtendo o título de mestre em março de 1999. Em seguida, foi selecionado para o doutorado, onde prosseguiu com as pesquisas na área de olericultura defendendo em março de 2003 a tese "Divergência genética e características morfológicas, físico-químicas e produtivas de cultivares de alho (Allium sativum L.)".

Após a conclusão do doutorado, iniciou suas atividades na carreira docente, sendo contratado como professor da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) em Ji-Paraná-RO. Posteriormente, foi para Dourados-MS trabalhar em um projeto de Desenvolvimento Científico Regional envolvendo o consórcio de hortaliças e plantas medicinais na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Em novembro de 2007, foi aprovado no concurso público para professor do Centro Federal de Educação Tecnológica de Cuiabá (CEFET Cuiabá) atual campus São Vicente do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Mato Grosso (IFMT).

Em agosto de 2009, no Congresso de Brasileiro de Olericultura de Águas de Lindóia, foi indicado para ser delegado da Associação Brasileira de Horticultura (ABH) no Estado do Mato Grosso, com a missão de promover ações voltadas para o desenvolvimento da horticultura no Estado, além de divulgar a ABH.

Atualmente, é coordenador do curso de Agronomia do IFMT - campus São Vicente e tem desenvolvido pesquisas com a cultura da batata-doce (Ipomoea batatas (L.) Lam.) visando selecionar cultivares mais produtivas e que apresentem potencial de utilização na alimentação humana, contribuindo, significativamente, para o desenvolvimento da agricultura familiar na região da Serra de São Vicente-MT.

Data de Publicação: 07/10/2009   Fonte: ABH

Indique para um amigo  Imprimir  Enviar comentário 

Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.