Associação Brasileira de Horticultura | Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018  
 
 
 
 



Categoria:
ABH INFORMA » A Associação Brasileira de Horticultura-ABH, vem a público tecer alguns comentários a respeito de uma questão formulada e submetida aos estudantes no

  
  
A Associação Brasileira de Horticultura-ABH, vem a público tecer alguns comentários a respeito de uma questão formulada e submetida aos estudantes no último ENEM 2015 em todo o Brasil. A questão de número 04, em formato de charge (supostamente uma crítica ao processo produtivo agrícola brasileiro) mostra um diálogo entre um delegado e um cidadão comum.
O delegado pergunta:
" Por que o sr. desconfia que sua mulher tá tentando mata-lo" e como resposta aquele senhor diz ao delegado:
" ela me serviu pimentão, alface e tomate no jantar e de sobremesa morango e uva" ; as opções de respostas para o estudante marcar foram as seguintes:
A) elevado preço das mercadorias no comércio;
B) aumento da demanda por produtos naturais;
C) crescimento da produção de alimentos;
D) hábito de adquirir derivados industriais;
E) uso de agrotóxicos nas plantações. Pois bem, a resposta considerada correta foi a letra E no gabarito do ENEM.

Comentários e considerações: Ao nosso ver, essa questão deveria ser anulada, uma vez que as 5 alternativas apresentadas não estão condizentes com uma resposta correta. O mais provável é que os elaboradores da referida questão, por pura ignorância, não têm noção do erro grosseiro praticado, ao tentarem induzir os estudantes a uma resposta equivocada ou no mínimo tendenciosa. Vamos a algumas considerações relevantes: todas as nações do mundo atualmente, praticam uma intensiva campanha para a inclusão de frutas e hortaliças na dieta alimentar das populações, como forma de preservar a saúde através da ingestão de inúmeros compostos bioativos, fibras que ajudam a digestibilidade , sais minerais, vitaminas, proteínas, etc. Os compostos fitoquímicos com efeitos antioxidantes combatem o excesso de radicais livres em nosso organismo, o que contribui para incrementar a expectativa de vida das pessoas. O tomate por exemplo é rico em licopeno e flavonoides (agentes anticancerígenos, porque inibem enzimas responsáveis pela metástase das células cancerígenas), além de possuir vitaminas C, A, E e complexo B. O magnésio presente no tomate, pimentão, alface, morango e uva, protege o organismo contra doenças cardiovasculares, hipertensão, tensão pré-menstrual, etc. Todas essas hortaliças e frutas citadas, são de extrema importância na dieta alimentar da população brasileira e mundial. As hortaliças e frutas são importantíssimos aliados no combate à obesidade, considerada a doença do século em diversos países. O nosso consumo "per capita" de frutas e hortaliças, está ainda distante daquele recomendado pela Organização Mundial de Saúde. Vários países vem adotando um programa de estímulo ao consumo de produtos hortícolas 5 vezes ao dia como forma de melhorar a saúde da população. Temos inúmeros produtores de morango, alface, pimentão, etc, orgânicos em diversas regiões produtoras do Brasil, que não utilizam agrotóxicos. Temos produtores não orgânicos que utilizam defensivos químicos e biológicos, dentro das recomendações técnicas preconizadas pelas autoridades (MAPA, IBAMA, ANVISA), respeitando as doses permitidas, os períodos de carência para cada produto, etc. É possível que um percentual mínimo de produtores possam estar produzindo alguns desses produtos hortícolas sem respeitar as normas. Entretanto, criar uma imagem que essas frutas e hortaliças citadas significam danos para a saúde do consumidor, é no mínimo, desconhecer a realidade do campo produtivo brasileiro, é demonstrar ignorância sobre a importância desses produtos para a saúde do consumidor. A uva, de acordo com a Bíblia Sagrada, é uma das frutas mais antiga na história da humanidade; ela é produzida fortemente no Vale do Rio São Francisco e exportada para Europa e vários países do mundo na forma de fruta fresca, em função da sua excelente qualidade e segurança (sem resíduos de agrotóxicos) para os consumidores mais exigentes do mundo.
Não resta nenhuma dúvida que a questão em referência do ENEM, que deveria servir como ferramenta educativa aos milhões de estudantes participantes para uma dieta saudável, foi formulada com um viés totalmente equivocada e inoportuno. Fica portanto, o nosso protesto em nome dos produtores (muitos dos quais, orgânicos), assistentes técnicos, comerciantes, consumidores e outros interessados no assunto.

Data de Publicação: 17/12/2015   Fonte: DIRETORIA DA ABH

Indique para um amigo  Imprimir  Enviar comentário 

Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.