Associação Brasileira de Horticultura | Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017  
 
 
 
 



GERAL » Orgânicos: certificação participativa é o caminho

Um dos maiores entraves para a produção orgânica entre os pequenos agricultores familiares vem sendo resolvido com um modelo para se obter o selo de alimento orgânico conhecido como certificação participativa. Esse trabalho já vem sendo desenvolvido na região e em várias partes do estado pela Ecofam Certificadora Participativa que tem como presidente o médico pediatra de São José do Rio Preto Oscar Gardiano que há mais de 10 anos se aposentou para se dedicar a essa atividade voltada para alimentação saudável.

Durante a inauguração da Feira de Alimentos Orgânicos, na manhã do dia 27 de maio, ao lado do Comboio, ele destacou que a certificação participativa é a forma encontrada para viabilizar a produção orgânica principalmente entre os pequenos agricultores familiares.

Oscar explica que a certificação participativatem custo infinitamente menor do que a realizada pelas empresas certificadoras tradicionais. Isso porque é desenvolvida através de um trabalho de acompanhamento entre os próprios produtores de cada núcleo regional, monitorados por técnicos e outros profissionais.Todos podem participar como membros dos grupos, inclusive os próprios consumidores, associações de classe, sindicatos e ONGs voltadas aos orgânicos.

COMPETITIVIDADE
Essas facilidades vêm despertando os agricultores que percebem a necessidade de se adaptarem aos orgânicos como uma tendência irreversível que no longo prazo deverá substituir a produção convencional, pois os preços são cada vez mais competitivos e em muitos casos já se equiparam, como destacou Oscar.
O engenheiro agrônomo Luiz Carlos Gonzaga que coordena esse trabalho da Ecofam na região explicou que realmente o interesse dos agricultores pelo orgânico é cada vez maior, embora muitos ainda prefiram esperar um pouco mais para fazer as devidas adaptações, o que é normal em um processo de mudança como o que está acontecendo.
Da mesma forma, o consumidor procura cada vez mais informações, como aconteceu durante o período de divulgação da feira, pois muita gente queria saber se a mesma seria permanente e quais produtos seriam vendidos.

PÚBLICO
A variedade de produtos oferecidos pelos agricultores da região na inauguração da feira foi um dos destaques, mas o que mais chamou a atenção dos organizadores e autoridades presentes foi o grande público que foi conferir como a venda dos orgânicos está começando em Jales.

O salão ao lado do Comboio ficou lotado durante toda a manhã com pessoas de todas as idades e classes sociais diferentes, mostrando que a feira veio para ficar e com vários produtores tradicionais mostrando interesse em aderir à produção orgânica.
Isso foi confirmado pelo engenheiro agrônomo e professor Nilton Marques, coordenador do Colegiado de Desenvolvimento Territorial do Noroeste Paulista (Codeter). Ele explicou que os produtores são de vários municípios da região e muitos que ainda não aderiram estão procurando entrar no grupo.

A inauguração da feira, segundo Nilton, foi o primeiro passo para incentivar o consumidor a conhecer a variedade dos produtos oferecidos, o que deverá contribuir para o crescimento cada vez maior desse segmento.

Data de Publicação: 05/06/2017   

Indique para um amigo  Imprimir  Enviar comentário 

Voltar para a página anterior
Associação Brasileira de Horticultura 1999-2012. Todos os direitos reservados.